fbpx

Você tem interesse em comprar imóveis em Lisboa?

Pois saiba que esse pode ser um excelente investimento. O mercado imobiliário local esquentou nos últimos anos.

Com a recuperação econômica de Portugal, a capital tornou-se um dos alvos preferidos tanto para investidores que desejam obter ganhos com revenda e aluguel quanto para estrangeiros que desejam se mudar para o país.

É possível observar uma série de razões para isso. Um deles é a versatilidade. Lisboa possui de bairros tradicionais aos modernos, locais para relaxar e para quem prefere a agitação dos comércios. Bares, restaurantes, casas noturnas, praças, espaços culturais, praias, eventos, lojas… Pois é, não faltam opções para os moradores da região.

Se está considerando comprar imóveis em Lisboa, este texto é para você. Nele, veja algumas dicas de quem conhece do assunto para conseguir um bom negócio e realizar a escolha certa.

Como é o cenário atual do mercado imobiliário em Lisboa?

No atual momento, o mercado imobiliário em Lisboa é alvo de boa parte dos investidores, já que a cidade é conhecida como um dos pontos mais quentes da Europa.

“Mas, afinal, o que aconteceu?”, você deve estar se perguntando.

Existem muitos fatores que contribuíram para a valorização do mercado imobiliário na capital.

O crescimento econômico, o setor do turismo e o aumento da economia do aluguel de curto prazo são apenas alguns deles.

A verdade é que Portugal passa por um boom econômico e social, atraindo uma nova onda de ricos investidores, empreendedores e profissionais internacionais.

O dinâmico mercado do país apresenta uma ampla variedade de oportunidades de investimento e a expectativa é que continue se desenvolvendo.

Além disso, a cidade de Lisboa e Portugal como um todo oferecem diversos benefícios fiscais para incentivar a reconstrução e reabilitação de algumas regiões.

Dados sobre Lisboa

População 2 milhões
Número de estrangeiros 200.000
Escolas internacionais 14 (britânico, francês, inglês, alemão, entre outras)
Hospitais 20
Marinas 7
Praias Mais de 16

Fatores que impulsionam os preços dos imóveis em Portugal

Existem diversos fatores que contribuem para o impulsionamento do mercado imobiliário em Portugal.

Um deles é o crescimento econômico. A economia local se recuperou depois de alguns anos em crise. O PIB vem aumentando de maneira gradual e é provável que continue assim, principalmente com o grande número de startups e empresas de tecnologia na capital.

A seguir, veja uma tabela que revela outros fatores traduzidos em números.

2018 2019
Inflação 0,8% 0,4%
Crescimento do PIB 2,4% 1,9%
Taxa de desemprego 6,7% 6,1%

Boom do turismo

O setor de turismo sempre desempenhou um papel importante na economia portuguesa, principalmente em Algarve e demais regiões ao sul do país.

No entanto, a tendência é que Porto e Lisboa se tornem destinos turísticos cada vez mais populares. Inclusive, a capital do país é frequentemente listada como uma das mais buscadas para viajar na Europa.

O crescimento da economia sob demanda também estimulou o mercado. O crescimento de plataformas de aluguel como o Airbnb contribuiu para o desenvolvimento de rendimentos com aluguel, o que aumentou os retornos para investidores imobiliários.

  • 11 milhões de estadias de janeiro a agosto de 2019: aumento de 6,5% em relação a 2018
  • 29 milhões de viajantes passaram pelo aeroporto de Lisboa em 2018: aumento de 8,86% em relação a 2017
  • Taxa de ocupação de hotéis: 89%
  • Preço médio de um quarto de hotel: €189,00 por noite.

Qualidade de vida

A capital portuguesa não ganhou força apenas como destino turístico, mas também para estabelecimento de startups e empresas.

Tais negócios são atraídos pelo baixo custo e alta qualidade de vida.

Lisboa é famosa por sua gastronomia peculiar e clima agradável durante todo o ano, além de sua proximidade com belas praias que são populares entre banhistas e surfistas.

Portugal também possui um dos mais altos níveis de proficiência em inglês da Europa e está localizado em uma posição privilegiada, de onde partem diversos voos em direção ao restante do continente, às Américas e outros países do mundo.

Portanto, não é nenhuma surpresa que muitos estrangeiros optem por escolher Portugal como lar.

Dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras

  • Aumento de 13,89% de estrangeiros que se mudaram para Portugal por um longo prazo (2018)
  • 480.000 estrangeiros com cartão de residência permanente
  • 10% dos residentes de Lisboa (200.000) são estrangeiros
  • Lisboa é o destino favorito para quem se muda para Portugal. Na sequência, ficam Faro, Setúbal e Porto.

Incentivos do governo

O programa de cidadania por investimento em Portugal, conhecido como Golden Visa, teve imenso sucesso ao atrair investimentos para o país e agregar valor ao mercado imobiliário local.

Esse modelo permite que investidores obtenham a cidadania portuguesa ao investir pelo menos €280,000 em imóveis. O programa foi introduzido em 2012 e foi responsável por quase 5 bilhões de euros em investimentos no país.

O regime tributário de residente não habitual é outra grande vantagem. Ele proporciona aos investidores redução e isenção de impostos por um período de até 10 anos.

Oferta restrita de imóveis

Outro fator que afeta os preços dos imóveis é a oferta restrita de moradias no centro da cidade. Isso, é claro, influencia diretamente no número de propriedades à venda.

Lisboa é uma cidade pequena e concentrada, situada nas margens de um rio.

Além disso, a câmara municipal limita a construção para manter as características culturais da região. Como resultado, novas construções no centro histórico da capital são praticamente impossíveis.

Por conta disso, geralmente a reabilitação de antigos edifícios é a opção preferida de investidores (muitas vezes, a única alternativa).

Para quem busca investir em imóveis novos em Lisboa, há áreas específicas que permitem a construção. Uma delas é o Parque das Nações, localidade particularmente popular entre os investidores estrangeiros.

Qual é o perfil de quem compra imóveis em Lisboa?

Estima-se que uma a cada quatro propriedades compradas em Lisboa em 2018 foram adquiridas por estrangeiros.

Entre os europeus, franceses, britânicos, dinamarqueses, suecos e noruegueses são os mais comuns.

Fora do continente, há muitos investidores americanos, chineses, sul-africanos, do Oriente Médio e, é claro, brasileiros.

No total, investidores estrangeiros foram responsáveis por 13% das transações no mercado imobiliário em Lisboa em 2018, totalizando cerca de €675 milhões.

Principais nacionalidades dos compradores de imóveis em Lisboa

Francês

18%
Chinês 14%
Brasileiro 8%
Inglês 7%
Americano 7%

Há uma bolha imobiliária em Lisboa?

O rápido aumento do preço dos imóveis em Lisboa fez com que muitos investidores se perguntassem se há uma bolha imobiliária na cidade.

No entanto, boa parte disso vem da retomada do crescimento econômico após um longo período de estagnação.

Os preços de habitação em Portugal não aumentaram em meados dos anos 90 à taxas similares a de outros países da Europa Ocidental. Depois disso, caíram significativamente durante a crise financeira.

Nos últimos anos, a economia portuguesa registrou uma recuperação milagrosa, atribuída principalmente ao governo português e, o programa Golden Visa e o regime tributário de residente não habitual.

Tais incentivos estimularam os investimentos em grande escala. Por conta disso, a economia passa por um período de crescimento estável.

Alguns dos bairros mais populares são:

Como checar os preços para comprar imóveis em Lisboa

Se você deseja checar o preço dos imóveis em Lisboa ou qualquer outra cidade em Portugal, pode usar a ferramenta de mapa de preços criada pelo Instituto Nacional de Estatística.

O que considerar ao comprar imóveis em Lisboa

Há muitos fatores que devem ser considerados para comprar imóveis em Lisboa.

A localização, a vizinhança e as comodidades nos arredores são particularmente importantes.

Outros importantes elementos são:

  • Escolas
  • Transporte
  • Locais turísticos
  • Hospitais
  • Transporte internacional.

O principal Aeroporto do país fica em Lisboa: o Aeroporto da Portela. Há viagens regulares para o restante da Europa e do Mundo.

Todas as companhias aéreas de baixo custo voam através do Aeroporto, que fica a apenas 15 minutos de carro do centro da cidade. Ele também pode ser acessado pelo metrô.

Além disso, um novo aeroporto deve ser inaugurado na capital em 2022.

Opções de propriedades em Lisboa

Como em qualquer cidade, existem diferentes opções de propriedade. Elas normalmente variam de acordo com o desejo do comprador: morar ou investir.

A escolha normalmente fica entre:

  • Propriedade residencial usada
  • Propriedade residencial nova.

Os investidores também podem considerar as seguintes opções:

  • Edifício para investimento
  • Propriedade comercial para aluguel
  • Terreno para construção.

Alternativas imobiliárias fora do centro de Lisboa

Caso o investidor opte por direcionar os recursos a propriedades fora do centro de Lisboa, há diversas alternativas interessantes.

Cascais é uma cidade costeira a uma curta distância do centro de Lisboa, conectada por linhas de ônibus à capital. É um ambiente familiar que possui boas opções de escolas internacionais.

Já Setúbal é uma cidade vizinha, localizada ao sul de Lisboa. Leva cerca de uma hora para chegar ao centro, sendo uma boa opção para quem busca opções de imóveis mais baratos.

Agora é um bom momento para investir no mercado imobiliário em Lisboa?

Por conta das previsões que afirmam que o mercado imobiliário português provavelmente continuará em ascensão, é uma boa ideia investir em Lisboa no momento.

Cronograma da compra de imóvel em Portugal

  • Passo 1. Depois de concordar com o preço da propriedade, é preciso contratar um advogado. Esse profissional lida com processos burocráticos e elabora todos os contratos.
  • Passo 2. O seu advogado avalia verifica todos os documentos necessários (inclusive da parte vendedora) e cria um contrato preliminar para garantir a venda.
  • Passo 3. O vendedor e o seu advogado revisam o contrato preliminar.
  • Passo 4. O comprador e o vendedor assinam o contrato preliminar na presença de um escrivão. A seguir, o depósito referente ao valor do contrato preliminar é pago.
  • Passo 5. Uma vez que todas as transações forem realizadas, o comprador e o vendedor se reúnem novamente para assinar o contrato final de venda. O novo proprietário assina as escrituras e recebe a chave da casa.

Taxas do mercado imobiliário em Portugal

É necessário pagar as seguintes taxas para comprar imóveis em Portugal:

  • Imposto Municipal sobre Transmissões ou Taxa de Transferência – IMT (de 2% a 8%)
  • Imposto de Selo – IS (0,8%)
  • Imposto Municipal sobre Imóveis – IMI (de 0,3% a 0,8%)
  • Taxas de cartório, administrativas e de registro (de 1,5% a 2,5%)
  • Taxas legais (de 1% a 2%).

Por que contratar um consultor imobiliário em Lisboa?

O serviço de consultoria imobiliária facilita a vida de quem quer comprar imóveis em Portugal, especialmente estrangeiros.

Diferentemente de um corretor, o consultor imobiliário trabalha em nome do comprador. Isso significa que pode auxiliá-lo em todas as etapas do processo, incluindo a pesquisa, contratação de profissionais, escolha do imóvel, negociação e gerenciamento do imóvel.

Aqui na Goldcrest somos especialistas no mercado imobiliário português. Por isso, abrimos nossas portas para uma reunião.

Se quiser conversar com um de nossos consultores, entre em contato. Será um prazer ouvir suas preferências e aspirações.

Artigos relacionados

Consultoria imobiliária em Portugal: como funciona?
leia mais
Investimento imobiliário em Portugal: vale a pena?
leia mais
Guia para comprar imóveis em Parque das Nações, Lisboa
leia mais